06 setembro 2016

Escolhendo minha câmera...

Olá amores,

hoje vou relatar pra vocês como fiz a escolha da minha câmera,
Antes de me mudar para fazer mestrado aqui em Botucatu - SP eu tinha a câmera da minha mãe pra tudo, uma "compacta", que de compacta não tem nada, da Cannon, muuuuito boa. Mas era dela e eu não podia trazer, trouxe apenas uma vez para tirar foto do meu experimento, precisava de fotos de qualidade.
Como eu não tava precisando pra nada, tinha parado com o blog, não tava me fazendo falta, o celular quebrava um baita galho.
Troquei de celular, como já contei em outro post pra vocês, voltei com o blog e aí sim uma boa câmera tava me fazendo falta.
Eu queria uma profissional ou semi-profissional, comecei minha longa pesquisa, o melhor jeito era comprar uma usada, ficaria mais barato e iria me ajudar para o que preciso.
Depois de muita e muita pesquisa eu descobri as mirroless, não são nada novas, mas eu não conhecia.
As câmeras mirroless (do inglês, sem espelho) são câmeras compactas que apresentam lentes intercambiáveis. Como o nome já sugere, não possui a presença de espelhos em sua parte mecânica. Chamadas também de híbridas, com corpo compacto e recursos de DSLR.
 A mirroless então é perfeita pra mim, com qualidade de profissional e tamanho de uma compacta. Olha que maravilha. Queria Cannon ou Nikon, mas essas marcas não cresceram nesse segmento e estão perdendo espaço para outras marcas. Comecei a pesquisar, mas tudo muito caro, acima dos 3 mil. Deu aquele desanimo. Até que finalmente achei uma que tinha saído de linha, da Sony, mas que tinham usadas sendo vendidas num preço super camarada. 950 pilas, com lente 18-55mm f 3.5-5.6. Tudo bem que queria uma abertura maior, mas dá pra quebrar meu galho.
Comprei no mercado livre, o cara foi super legal, tirou o juros, eu pude dividir, e não paguei frete. Chegou rápido e super boa a câmera, usada, mas boa.

Seguem as fotos dela e uma foto que tirei com ela de teste.







Agora quem sabe eu começo a fazer vídeos? :D

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oxente Bonita, deixe aqui uma palavrinha vá.
Um xêro.

 renata massa